Animes Fan-Made
Sejam bem vindo(a) ao Animes Fan-Made!
Venha se divertir conosco!
Para poder visualizar todo o conteudo desse fórum é necessário estar registrado!


Um lugar para quem gosta de animes e fan-mades baseadas em animes e mangás.
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Fantasma

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mimy-chan
Adm Mimy
Adm Mimy
avatar

Mensagens : 143
Criatives : 303
Data de inscrição : 16/05/2011
Localização : Aqui e não ai!

MensagemAssunto: Fantasma   Qua Nov 02, 2011 9:02 am

Eu, particularmente, não gostei muito, fazia tempo que não escreveia e tentei mudar o estilo de contar a história. Mas a mudança foi um TOTAL fracaso e tive que reescrever toda a história. Para ver o título tem que o selecionar.
Bom, espero que gostem.

Fantasma!


Jolie: Ta-chan! Aqui! Aqui!

Jolie gritava para chamar a minha atenção. Fui andando em sua direção tentando não chamar a atenção, que é algo que eu particularmente não gosto. Jolie estava linda, como era de se esperar da minha melhor amiga, ela usava um vestido preto com detalhes em rosa choque, um salto de 5 cm, por ser alta nem precisava e sua maquiagem estava impecável como sempre, usava com um batom rosa e uma sombra preta. Parecia, ou melhor, era uma modelo.

Jolie: Ta-chan, você veio! Achei que como você não tinha par não viria para o baile de boas vindas.

Jolie disse sorrindo, enquanto se pendurava no braço de seu namorado, Rober. Ele é do time de basquetebol, um dos alunos mais inteligentes da escola, tem quase 2 m de altura e possui músculos bem delineados, porém mesmo com todas essas qualidades ele não se destaca muito, já que está sempre na sombra de seu companheiros de time.

Eu: Oi Jo-chan! Oi Rober! Eu vim ao baile, mesmo sem par, quem liga para par? É só um baile de boas vindas.

Mesmo dizendo isso eu queria ter um par. Para disfarçar minha tristeza comecei a procurar a mesa do Buffet, mesmo eu sendo magra vivo comendo.

Rober: Oi!

Rober não fala muito comigo, mas eu também não falo muito com ele, então estamos kits.

Rober estava tentando se livrar de Jolie para encontrar seus amigos que o esperavam perto da mesa do ponche, mas Jolie não o largava, nem mesmo diminuía a força com que segurava o braço do namorado. Apesar disso Rober conseguiu se soltar.

Eu: Achei!

Devo ter pensado alto, já que Jolie fez uma careta após seguir meu olhar e ver que estava com os olhos fixos na mesa do Buffet. Mesmo assim me seguiu.

Eu: Eu prefiro vir sem par a vir com um e ele ficar com seus amigos e me ignorar.

Logo ao terminar a frase me arrependi de tê-la dito, os olhos de Jolie começaram a encher de lágrimas.

Eu: Calma Jolie! Não foi o que eu quis dizer, não chore, vai estragar a sua maquiagem. E ele não te ignorou, ele volta e meia fica te olhando.

Jolie procurou por Rober pelo salão, enquanto isso eu fechei os olhos e comecei a rezar para que Rober estivesse nos olhando. Por sorte ele estava. Jolie respirou fundo, engoliu as lágrimas e abriu um lindo sorriso que dava para ver seus lindos dentes brancos.

Jolie: Ta-chan, posso te fazer uma pergunta? Ta, quem você convidou para o baile?

Eu estava com a boca cheia de comida, então pedi que ela esperasse um pouco, após engoli respirei fundo, pois sabia que iria precisar de paciência.

Eu: Ninguém.

Jolie: COMO ASSIM NINGUÉM? VOCÊ TEM PROBLEMAS?

Essa reação da Jolie estava chamando muita a atenção, então sem pensar duas vezes tampei a boca dela.

Eu: Quem tem que tomar a iniciativa é o homem não a mulher!

Senti Jolie se acalmar e por isso decidi soltá-la, o que não sei se foi uma boa ideia, já que ela começou a falar sem parar.

Jolie: Que coisa mais antiga, você parece minha mãe falando! Renove-se, o mundo gira e as coisas mudam, se você for esperar por seu príncipe, poderá perdê-lo. Acorda! Você tem que tomar a iniciativa, porque se não outra garota pode tomá-lo de você.

Eu: Está bem, Jolie, eu sei, mas sou tímida, quer que eu faça o que? Eu já vim até aqui, ao invés de ficar em casa, então já chega não é!?

Tentei me explicar, enquanto também tentava me acalmar, mas acho que minhas palavras soaram como se eu tivesse com raiva.

Jolie: Desculpa Ta-chan! Você me desculpa?

Como não estava conseguindo me acalmar decidi que precisava de um tempo para mim.

Eu: Te desculpo Jolie. Eu quero tomar um ar e ficar um pouco sozinha, ok? E para você não ficar sozinha que tal conversar com a Madeleine e a Vi? Depois nós nos falamos!

Empurrei Jolie em direção a Madeleine e Vi e me dirigi a saída com um prato cheio de salgadinhos em uma mão e com um copo cheio de Coca-cola na outra.

Lá fora a noite estava linda, as estrelas pareciam organizadas de uma forma diferente, era noite de lua cheia, e ela estava brilhando de forma tão hipnotizante que não sei quanto tempo fiquei parada admirando-a, ao dar por mim já havia comido tudo que tinha no meu prato e já havia bebido toda a coca-cola. Fui até o lixo mais próximo e joguei o copo e o prato fora, já que não planejava comer nem beber mais nada. Fui até um banco de cimento que ficava na lateral do colégio quando senti algo em meu ombro. Era um toque pesado, mas ao mesmo tempo suave e caloroso. Demorei um pouco para notar que se tratava da mão de um belo rapaz que estava utilizando um terno, não parecia musculoso, seus cabelos bagunçados eram de uma cor entre azul anil e preto, mas seus olhos profundos cor de safira, eram como armadilhas, onde quase me perdi. Esse jovem era de beleza singular. Mas o que mais chamou minha atenção não foi sua aparência, e sim a impressão de já tê-lo visto antes em algum lugar.

Jovem: Posso me sentar ao seu lado bela senhorita?

Sua voz era doce, suave, calorosa, amigável, desconhecida, mas ao mesmo tempo sexy e familiar. Sua voz me fez viajar por alguns minutos.

Jovem: Posso me sentar ao seu lado bela senhorita?

Eu não confiava em minhas palavras, portanto apenas assenti com a cabeça. O belo jovem se sentou ao meu lado e ficou a me encarar. Envergonhada desviei o olhar várias vezes e tentei desesperadamente esconder o rosto, o rapaz pareceu perceber meu desconforto e decidiu se apresentar.

Jovem: Olá, Taiala-sama! Posso voltar a te chama de hime-sama?

Suponho que ele esperava uma resposta, mas estava tão chocada que não pude dizer nada.

Jovem: Não me reconheces? Eu sou Nicolas, seu guarda-costas, colega de infância e para sempre seu príncipe.

Senti que meus olhos iriam saltar de meu rosto, o jovem deve ter notado que ainda estava sem reconhecê-lo.

Nicolas: Suponho que não se lembre, bem, acho que terei que fazê-la lembrar-se de mim.

Nicolas se aproximou de mim, passou uma mão em volta de minha cintura e a outra usou para segurar meu queixo e conduzir meu rosto, mais especificamente meus lábios, em direção de seus lábios, meu coração começou a pulsar descontroladamente, por algum motivo meu corpo começou a reagir ao toque daquele jovem rapaz, comecei a ficar excitada, meus olhos se fecharam e eu senti seus lábios me tocando, mas não em minha boca, e sim em minha testa, minha mente estava tentando processar tais informações, mas não estava tendo sucesso então abro os olhos e vejo ele segurando uma risadinha.

Nicolas: rsrsrs. Você no final das contas não mudou. Rsrsrs. Pensou que eu te beijaria nos lábios não foi?
Sua mente é muito safadinha hime-sama.... Mas.... se for o desejo da hime-sama eu posso beijá-la nos lábios. Agora se lembra de mim?

Em minha cabeça eu via alguns resquícios de memória envolvendo esse rapaz, mas não consigo me lembrar dele, porque? Eu não entendo. Subitamente lembranças vem a minha mente.

Flash back: ON

Um garotinho se aproximava de mim e me chamava.

- Hime-sama, venha, confie em mim, eu nasci para realizar os seus desejos!
Ele estava segurando minha mão e me levando para além das grades de minha casa, mas eu não posso ultrapassá-las, mesmo assim ele me puxa, para onde estou indo?

Para onde ele está me levando? Um penhasco...? Noite...? Fogos de artifícios...? Ele vai me beijar? Não, ele só me dá um beijo na testa. Porque está rindo...? Porque ele está andando para trás? Se ele continuar ele vai cair! PARE! NÃO!

Flash back: OFF

Uma lágrima escorre de meus olhos, logo depois estou a chorar descontroladamente. Mas sinto alguém me abraçar, ao olhar para cima vejo o rosto do garotinho que vira cai do penhasco, só que mais velho, como?

Nicolas: Não chore hime-sama.
____________________________________________________________________________________________
Comentem onegai!

_______Animes_Fan_Made_______

arigatou cecel!:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Fantasma

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

 Tópicos similares

-
» Mimetismo de Fantasma
» Podcast Revolution #009 - Filme "O Santo Guerreiro"
» [RANKING FILMES] - Ranking até #171
» Criações Livres
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Animes Fan-Made :: Era uma vez... :: Histórias-
Forumeiros.com | © phpBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Hospedagem de fórums